Connect with us

EXTRA NBA

10 equipas suscetíveis a trocas antes do fecho da agência livre!

Andre Drummond

A agência livre termina na próxima quinta-feira às 20h [fuso horário, Portugal].

Numa temporada em que não há um claro favorito ao título, o equilíbrio competitivo na metade de cima da Liga, deve teoricamente incentivar um conjunto de trocas. Porém, com um equilibrio tão grande, as equipas não se sentem muito motivadas em trocar peças-chave.

As escolhas da primeira ronda parecem ter menos preponderância que os da classe do último verão. Várias equipas estão de pé atrás em oferecer contatos-longos devido ao espaço no CAP salarial – espaço esse, que muitas franquias consideram guardar para o final da temporada, de forma a negociar melhores contratos.

Se compram, vendem, ou ficam apenas a ver, aqui estão 10 equipas que podem definir este “deadline” de 2020:

Los Angeles (Clippers e Lakers)

Moe Harkless and Kyle Kuzma

Duas equipas pelo preço de uma.

Ambas as equipas do Staples Center são capazes de vencer o título mas, ainda estão longe de ter o plantel a 100%. Tanto Lakers como Clippers precisam de uns ajustes, e certamente estão ambas de olho numa possível troca antes do fecho do mercado livre.

Os Los Angeles Lakers estão no top-cinco na defesa e no ataque e certamente olham com bons olhos para as suas hipóteses nos Playoffs, pois são liderados por Anthony Davis e LeBron James.

Ainda assim, parece que falta algo nesta equipa – será que conseguem sagra-se campeão da NBA com Kyle Kuzma a ser o terceiro homem?

Os Lakers também deveriam de ser astutos o suficiente para encontrar um point-guard de reserva, excepto estejas dispostos a confiar em Rondo para os Playoffs.

Quando ambas as equipas estão saudáveis, os Los Angeles Clippers são mais fortes, na teoria – mas meter mais tamanho não seria mal pensado.

Ouviram-se alguns rumores de que Ivica Zubac, deveria de assumir e entrar no 5 inicial, mas a verdadeira necessidade está no poder, onde o jovem jogador de 22 anos não tem eficiência. Há algumas opções que os Clippers poderiam apostar em minutos, JaMychal Green, Moe Harkless e Patrick Patterson.

O contrato de $11 milhões de Moe a expirar pode ser útil.

Considerando tudo isto, Marcus Morris Sr. poderá fazer sentido para ambas as equipas de L.A e, Bogdan Bogdanovic iria ficar bem de purple and gold se os Kings não gostarem de como correr as negociações na restricted free agency.

Memphis Grizzlies

Andre Iguodala

Os Grizzlies estão em reconstrução, e estão a surpreender a Liga, sendo uma das equipas mais entusiasmantes até agora nesta temporada, ocupando neste momento o 8º lugar e último lugar de acesso aos Playoffs da Conferência Oeste.

Estão numa posição única para adicionar mais ativos a longo prazo, pois têm um futuro extremamente brilhante pela frente, sem comprometer o presente.

Ajudaria, é claro, se Andre Iguodala não estivesse a diminuir o seu próprio valor comercial, ameaçando ficar de fora para o resto da temporada caso ele não seja comprado ou trocado para uma outra equipa. Desde que deixou os Warriors na temporada passada, Iguodala é apenas um Grizzlies no papel – nem número tem atribuido. Memphis já disse que não irá comprar o restante do contrato dele, no valor de $17 milhões, na esperanças de encontrar uma troca por ele.

Iguodala não é o único chip comercial dos Grizzlies, Jae Crowder é o tipo de jogador que qualquer equipa pode usar, e Memphis não perderia muito se passar os seus minutos para jogadores como  De’Anthony Melton , Kyle Anderson e Solomon Hill. Crowder está com uma taxa de apenas 29.3% de três – é um problema para um jogador que lança mais de 2/3 da zona de três – no entanto, a sua capacidade em alternar nas posições 2 e 4 na defesa, oferece flexibilidade importante no alinhamento e matchup. Isso, juntamente com o seu contrato barato, deve outras equipas.

Philadelphia 76ers

Ben Simmons and Joel Embiid

Não existe candidato mais desesperado em vencer a Conferência Este, que os 76ers!

Os 76ers entraram para esta temporada com as mesma expectativas de “finais ou estourar” que os Bucks, mas após outra derrota na passada segunda-feira frente a Miami, deixou Phily agora a 12 jogos atrás do líder da Liga, os Milwaukee Bucks.

Philadelphia ocupa o sexto lugar no Este, quatro jogos atrás de Miami e Boston na corrida pela vantagem caseira em cada na primeira ronda dos Playoffs.

Algumas decepções podem estar relacionadas com as lesões frequentes de vários jogadores, mas o problema em mecanizar jogadas no aspecto ofensivo e a profundidade da equipa poderiam ter sido previstas antes de a temporada começar.

Abordar a compatibilidade ofensiva da dupla Joel EmbiidBen Simmons e o futuro de Brett Brown pode esperar até ao verão. Por enquanto, os Sixers precisam de encontrar algum talento – no que toca a eficácia de tiro – e que lhes permita ter alguma segurança na rotação. Poderiam entrar na corrida por Robert Covington, ou mesmo por um Derrick Rose. O rookie Matisse Thybulle também seria uma opção interessante.

Minnesota Timberwolves

Russell and Towns

Os Timberwolves é uma das poucas equipas que estão definitivamente fora da disputa pelos playoffs no Oeste – isso costuma acontecer quando se perde 26 de 31 jogos. No entanto, eles parecem mais interessados em adquirir, que “despachar”.

Ir atrás de D’Angelo Russell não é propriamente sobre esta temporada. Os Wolves sabem que estão ligados à lotaria e, é por isso que eles se recusaram a incluir a sua primeira escolha desprotegida do draft de 2020 em qualquer dos acordos com os Warriors. Evidentemente eles acreditam que a aquisição de Russell, um atirador de bom volume com apenas 23 anos, e grande margem de progressão, alegraria consideravelmente as suas perspectivas a longo prazo. Ele tem um grande amigo em Minnesota, Karl-Anthony Towns e combiná-lo com um bom centro pela primeira vez pode ser um ótimo lugar para começar a progredir na carreira.

Enquanto isso, o bom amigo de Towns, Robert Covington, apareceu em mais rumores do que qualquer outro jogador nesta temporada. Está claro, porque existe tanto interesse geral em Covington? – É um defensor de elite que ocupa bem as duas posições de ataque e acrecenta uma taxa de acerto de três de 36%.  Tem dois anos de contrato após esta temporada.

Os dois objetivos de Minnesota parecem estar ligados. Covington seria um ótimo encaixe para uma equipa saudável dos Warriors e poderia formar a espinha dorsal por uma oferta por Russell. Ou os Wolves poderiam enviá-lo para uma equipa onde exista falta de um forward grande – Rockets, Sixers, Lakers, Jazz, Bucks, Blazers), uma jogada que poderia adoçar o pacote por D’Angelo com termos adicionais a longo prazo.

Não é muito convincente estra troca, Russell-Covington, porém, a desastrosa temporada de Towns e restante equipa (Wigigns então nem se fala), ter os serviços de Convington parece um desperdício de qualquer das maneiras.

Detroit Pistons

Os Pistons ainda estão matemáticamente perto dos lugares de acesso aos Playoffs na Conferência Este, poucas equipas mostraram um compromisso em competir pelo oitavo lugar nos últimos anos. No entanto, a organização parece reconhecer que é tempo de inciar a restruturação. A questão é se Detroit quer ou não fazer melhorias a olhar a longo prazo.

Com os rivais a recusar trocar uma first-round pick pelo gigante center Andre Drummond, os Pistons estão a tentar mudar Luke Kennard. O único rookie que eles conseguiram realmente fazê-lo crescer num jogador de qualidade para primeira linha nos últimos 5 anos? Não parece lógico!

De acordo com Adrian Wojnarowski, da ESPN, os Pistons estão envolvidos em negociações sobre o acordo que enviaria Kennard para Phoenix, em troca de Elie Okobo, Jevon Carter e um rookie de 2020.

Drummond com um salário de $29 milhões para esta temporada e 19-20 e com uma ano de opção, não parece interessado em abdicar disso.

É mais fácil ver cenário de troca para Derrick Rose. Tanto os Lakers como os 76ers precisam urgentemente de um playmaker, e ambos já mostratam interesse em adquirir os serviços de Rose.

Ele tem estado a registar uma temporada forte e sólida com 25.2 pontos e 7.9 assitências numa média de 36 minutos por jogo. A sua taxa de acerto está nos 56.4%. O salário dele é de $7.3 milhões nesta temporada e $7.7 milhões na próxima.

Oklahoma City Thunder

Thunder

Está a ser entusiasmante acompanhar esta fraquia de Oklahoma.

Por um lado, os Thunder estão num processo de recontrução de 5 anos que começou nesta temporada após trocar os serviços de Paul George e Russell Westbrook por um conjunto de futuras escolhas. OKC poderia abrir mais espaço e adquirir mais picks com as trocas de Chris Paul , Danilo Gallinari , Steven Adams e Dennis Schroder.

Por outro lado, há razões para acreditar que esse núcleo dos Thunder é uma espécie de gigante adormecido no Oeste. Dos quatro veteranos mencionados acima, apenas Gallinari está no seu último ano de contrato – na verdade, pode fazer mais sentido para OKC lidar com uma posição de força e converter alguns desses ativos futuros numa jogada que pode ajudar a equipa a vencer agora

Um jogador como Robert Covington seria perfeito para os Thunder, que é uma atirador e um jogador de rotação extra.

New Orleans Pelicans

Jrue Holiday

Apesar do mau início de temporada [7-23], os Pelicans ainda estão milagrosamente em busca do oitavo lugar da Conferência Oeste, a apenas 5 jogas. Com Zion Williamson em ação, os Pelicans estão a crescer. Eles também têm um dos jogadores mais cobiçados do mercado – Jrue Holiday – supondo que ele esteja, de fato, no mercado.

Decifrar as movimentações dos Pelicans é difícil. Eles certamente adorariam fazer um playoff com o grupo atual e obter uma amostra maio para ver como Holiday, Williamson e Brandon Ingram se encaixam. Porém, o foco principal, é contruir um futuro a longo prazo.

A idade de Holiday, o status do contrato e a capacidade de jogar com ou sem bola enquanto defende em três posições, faz dele um dos jogadores mais cobiçados neste momento. O único impeditivo são os $27 milhões que vai receber como opção em 2021-22. Denver e Miami parecem acreditar que conseguem adquirir os seus serviçoes

Os Pelicans poderiam conseguir algo em troca por Derrick Favors, que está a receber $17.6 milhões num contrato a expirar e a jogar a sua primeira temporada como primeiro center. Muitas equipas candidatas ao título tem escassez de center com a qualidade defensiva de Favors, o que faz dele um possível alvo antes de fechar o mercado.

Houston Rockets

Capela

À primeira vista, Houston é um candidato antigo e fechado, com um punhado de futuras picks que já então praticamente entregues e com pouca margem de manobra para melhorar o seu plantel.

De acordo com um relatório de Adrian Wojnarowski, os Rockets acreditam que podem trocar Clint Capela -que tem sido muito cobiçado recentemente – por um conjunto de futuras picks de modo a poder garantir um melhoramento do plantel nos próximos anos.

No entanto, o elevado salário da equipa dos Rockets – Russell Westbrook, James Harden e Eric Gordon vão receber pelos três $113 milhões na temporada de 2022-23 – dá pouca margem de manobra para a equipa do Texas.

Os Rockets poderiam trocar Capela de modo a criar algum espaço para fazer cair Drummons, caso os Pistons sintam a necessidade de criar espaço no Cap salarial.

Sacramento Kings

Bogdan Bogdanovic

Os Kings podem encontrar-se presos no cap-salarial, fazendo com que estejam numa posição onde vêm Bogdan Bogdanovic como uma peça de troca e não uma opção para o futuro.

Isso não quer dizer que os Kings o vão trocar apenas porque sim. Eles recentemente reportaram que os Lakers o poderiam trocar por Kuzma. Poderia ser uma melhoria significativa nas aspirações dos Lakers.

Os Sixers também estão interessados e, apesar de Derrick Rose ser mais barato, Bogdanovic é melhor defensor e um jogador muito versátil no ataque – para não mencionar na idade, que é 4 anos mais novo que Rose.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

More in EXTRA NBA