Connect with us

EXTRA NBA

Thunder vencem no papel, mas será que os Rockets conseguem vencer em grande com Harden e Westbrook?

Há um ano atrás, o GM dos Thunder ganhou ao conseguir fazer com que PG ficasse em Oklahoma City, emparelhando-o com Westbrook e criando uma equipa interessante. 

Um ano depois, George exige uma troca para os LA Clippers (regressar a casa juntamente com Kawhi Leonard), forçando Sam Presti a uma limpeza nos Oklahoma City Thunder, e abrir as portas a Westbrook.

A troca de Westbrook aconteceu durante a passada quinta-feira, quando a equipa anúncia a ida da sua última superestrela para os Houston Rockets (em sentido contrário Chris Paul vai para OKC). Com as saídas de Jerami Grant, Paul George e Russell Westbrook, os OKC ganharam mais de uma dezena de picks. Vejamos quantas escolhas de Draft tem os Thunder:

Via Twitter:

Talvez os Thunder tenham ganho no papel, mas os Rockets acreditam que podem ganhar em grande deste negócio… Como um título!

Será que podem?

No papel, Westbrook é melhor jogador que Paul, pois é mais jovem, muito mais atlético, mais durável, apresenta melhores números ofensivos e não mostrou o mesmo declínio de CP3 nas suas habilidades com a bola. Westbrook é sem dúvida, uma atualização na posição de base para os Houston Rockets.

No entanto, para essa posição, já existe James Harden, que domina por completo a bola, e na NBA não existe ninguém melhor que ele nessa posição. Agora… Levanta-se a questão… Quem fica com a bola? Harden ou Westbrook? (Dois jogadores com as maiores taxas de uso numa única temporada na história da NBA)

Os Rockets serão uma versão de “é a minha vez, agora é a tua vez”. Quem apoia os Rockets vão mencionar de que ambos são bons isoladamente e podem jogar sem bola. Por exemplo – Westbrook jogou com menos bola na temporada passada (PG começou a aquecer e entrou na luta por MVP), no entanto, ele disparou a 33% no catch-and-shoot da zona de três na temporada passada. Não é um número impressionante.

Quando Harden não tem bola, ele tem tendência a ficar na zona central do campo a poupar energia. Não vai ser um Klay Thompson ou um JJ Redick, muito da maneira como ele se movimenta.

O problema para Mike D’Antoni e os Rockets, é o espaço no ataque. Com o centro Clint Capela a emparelhar com Westbrook ou Harden, apenas deixa dois homens  (Eric Gordon, P.J. Tucker) que são verdadeiramente ameaças no catch-and-shoot. As defesas vão colapsar e ajudar os não atiradores, ocupando o interior.

Porém, pode ser que as coisas até funcionem para os Rockets, pois não esqueçamos de que têm os dois melhores jogadores isolados (Mr.triple-douple pela terceira temporada consecutiva, e o melhor marcador da Liga com números que ninguém apresentou desde Michael Jordan). Houston tem andado na luta nos últimos anos e a grande diferença em campo, será a melhoria na defesa (Westbrook é muito melhor defesa que Paul). A Conferência Oeste está completamente em aberto e há inúmeras equipas candidatas ao título, tais como os LA Clippers, LA Lakers, Jazz, Portland, Denver e Rockets.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Segue-nos no Facebook

Parceiros

More in EXTRA NBA