Connect with us

EXTRA NBA

Final da Conferência Oeste – Blazers vs Warriors! Coisas a ter em conta!

Jogo 1 da Final da Conferência Oeste arranca esta noite, em Oakland às 02:00H [PT]. Frente a frente estão os Golden State Warriors e os Portland Trail Blazers.

Este confronto tem algumas grandes histórias:

  • Damian Lillard é o verdadeiro representante de Oakland? Lillard nasceu não muito longe do Oracle Arena – o lugar que os Warriors estão a abandonar, pois na próxima temporada jogam na sua nova arena em San Francisco.
  • Stephen Curry vs Seth Curry. Irmão contra irmão, pela primeira vez nas Finais da Conferência Oeste.

As Finais da Conferência Oeste podem apresentar mais histórias boas do que os basquetebol próximo. Dê crédito a Portland, eles não estão aqui por acaso – acabou de ganhar o Jogo 7 em Denver. Isso é impressionante.

Cinco coisas a ter em conta nesta Final:

1º – Portland pode vencer um jogo na estrada antes do regresso de Kevin Durant? Parar o jogo ofensivo dos Warriors quando eles não tiverem Durante – o que será o caso de pelo menos no Jogo 1 e provavelmente no Jogo 2 – é difícil. Eles movem muito bem a bola, cortam a bola com dificuldade, fazem um jogo de pick-and-roll esperto e apenas separam as equipas com a gravidade de Curry como atirador que lidera o caminho. Basta perguntar aos Rockets.

Fica ainda mais difícil pará-los quando eles adicionam o melhor jogador do mundo á sua rotação.

O ataque dos Warriors é mais previsível e corre um pouco mais devagar com Durant, mas saber o que está por vir e poder pará-lo, são duas coisas completamente diferentes. Durant ataca, e Klay Thompson ou Stephen Curry podem ir a qualquer momento, já que a atenção se concentra sempre em KD.

Lillard precisa de aparecer agora e ajudar os Portland a vencer um jogo fora [Oracle] – fazer o trabalho mais cedo porque as coisas só vão ficar mais difíceis. Lillard terá uma ligeira vantagem no início, até porque Andre Iguodala deverá começar no lugar de KD, e isso dá a Lillard um lugar para se esconder na defesa e não trabalhar tão duro (espera-se que Moe Harkless comece com Seth Curry). O técnico dos Warriors, Steve Kerr, vai querer reduzir o volume de trabalho de Iguodala depois da última série.

Os Warriors não vão jogar com Durant nos primeiros 2 jogos, e quando ele voltar pode depender de como eles se sentem ameaçados nesta série. Se os Warriors vencerem nos primeiros 2 jogos, por que razão arriscar tudo no Jogo 3?

2º – Vai ser uma longa Final para Enes Kanter. Para um homem que entrou nos Playoffs com uma reputação defensiva terrível – especialmente no espaço contra o pick-and-roll – Kanter aguentou-se bem naquela parte do campo. Dê crédito ao homem, a sua defesa de poste e no pintado melhorou!

Também jogou contra duas equipas que não exploram as suas fraquezas o suficiente. Oklahoma City simplesmente não tinha pessoal para administrar pick-and-roll. Denver fez um trabalho melhor e fez um pick-and-roll de Nikola Jokic / Jamal Murray em Kanter, o suficiente para que Kanter fosse -28 naquela série (em 245 minutos).

Os Warriors vão caçar Kanter. Implacávelmente. Espere-se que Kerr aplique Andrew Bogut ou Kevon Looney como centro inicial, e esses homens vão definir espaços para Stephen Curry e automáticamente forçar Kanter para o espaço para defendê-lo.

Isso provavelmente significará muito mais Zach Collins para Portland. Collins é um jogador melhor, mas isso será uma grande dúvida numa série difícil, especialmente quando os Warriors jogarem small ball.

3º – Portland pode retardar o ataque dos Warriors? Isso é ligado ao ponto de cima com Kanter.

A defesa base dos Trail Blazers é uma cobertura de Pick-and-roll, onde o centro fica para trás para proteger a pintura ao invés de sair e desafiar o controlador da bola. Com o pessoal certo, esse defesa pode ser eficaz, é o que Milwaukee fez durante toda a temporada, a diferença, é que os Bucks estão carregados com defensores longos e atléticos por todo o plantel, e têm Giannis Antetokounmpo.

Mas Portland não é. Dar Curry e Thompson um pouco de espaço, e as coisas ficam feias – chuva de tiros por todo o lado.

Portland também não gera rotatividade na sua defesa, eles estavam em 26º lugar na NBA, marcando 15 pontos por jogo durante toda a temporada de reviravoltas adversárias, o que é baixo para 13 por jogo nos Playoffs. Se não conseguirem cestos fáceis contra os Warriors, as coisas vão ficar muito difíceis.

Porém, os Blazers não são propriamente uma má equipa defensivamente (16º na NBA durante a temporada), mas isso é apenas um jogo difícil para eles em termos de estilo e pessoal.

4º – Klay Thompson irá dificultar a vida a Damian Lillard e CJ McCollum. Ao contrário dos seus oponentes, os Warriors têm um jogador alto e inteligente – Thompson, NBA All-Team Defense, que certamente irá cobrir os grandes bases dos Trail Blazers.

Não que Thompson possa impedir Lillard ou McCollum, seja qual for o que esteja a base (espera-se que comece com Lillard, mas o tempo passa por ambos). No entanto, Thompson pode torná-lo um pouco menos eficiente. Os Warriors mandam os jogadores jogarem armadilhas fortes em Lillard, para tirar a bola das suas mãos enquanto ainda tem um bom defensor em McCollum. Especialmente quando Durant regressar á equipa.

Portland irá converter triplos frente aos Warriors, eles são demasiado bons para não o conseguir – Foram a terceira melhor equipa ofensiva na temporada passada. A preocupação com Portland é que Thompson e os Golden State possam atrasá-los o suficiente para que não consigam manter o ataque.

5º – Quão focado são os Golden State Warriors? Em último sinal de respeito, Kerr fez com que os Warriors começassem a última série com o “Cinco dos Hamptons” em campo. Sem mexer com um centro tradicional, os Warriors foram direitos para a sua melhor formação porque eles perceberam o nível de teste na frente deles. Houston tinha a atenção e o respeito de Golden State desde a abertura e, as aberturas dos Warriors (carga horária) mostravam isso.

Golden State Warriors vs Houston foi visto como as finais da Real Western Conference, as duas melhores equipas. Os Warriors reconheceram a ameaça.

Quando os Warriors relaxam, quando não se sentem ameaçados, podem tirar o pé do acelerador – não defender com energia e ficar desleixados com a bola. Eles perdem jogos por falta de foco. Aconteceu no início da Ronda 1 contra uma equipa mal humorada, os Clippers.

Isso poderá acontecer novamente com os Portland Trail Blazers, e eles são bons o suficiente para aproveitar. Os Warriors querem terminar a série e descansar o máximo possível antes do início da NBA Finals (que começam na estrada, seja frente aos Raptors ou aos Bucks).

Será que vão? Ou será que os Warriors vão abrir um bocado para ver os Blazers de Damian Lillard e companhi a aproveita e retirar-lhes o objetivo da Final?

Sem dúvidas que esta série será a doer até ao Jogo 7! E é isso mesmo que queremos!

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Segue-nos no Facebook

More in EXTRA NBA